Apolônio de Carvalho - 100 Anos

Datashow de Imagens

  • ECOCUT elege nova Direcao

    ECOCUT elege nova Direcao

  • Formacao ECOCUT

    Formacao ECOCUT

  • 11 CONCUT - Sao Paulo

    11 CONCUT - Sao Paulo

  • ECOCUT participa de oficina sobre os territorios

    ECOCUT participa de oficina sobre os territorios

  • Curso de Negociacao Coletiva - MII

    Curso de Negociacao Coletiva - MII

  • Curso de ORSB da CUT/GO

    Curso de ORSB da CUT/GO

  • 11 CONCUT - Sao Paulo

    11 CONCUT - Sao Paulo

O Percurso Formativo pensado pedagogicamente

 

Chegou o momento de cada FORMADOR/EDUCADOR e cada FORMADORA/EDUCADORA SINDICAL colocar em prática o que vivenciou no Curso de Formação de Formadores, ou seja, REALIZAR um Curso de Formação Sindical, no seu local de trabalho, no seu sindicato, na CUT.

Aqui vão algumas dicas que podem ajudar o FORMADOR/EDUCADOR e cada FORMADORA/EDUCADORA na hora de organizar a atividade: curso, seminário, encontro, evento.

1.Pensar a atividade: curso, encontro, seminário?

A Formação alimenta nossa atuação sindical, nossa intervenção, nossa prática e, ao mesmo tempo, se alimenta dela.

Curso de Formação – momento sistemático de estudo. Por isso, o grupo deve ter postura de estudo. Não é reunião. Não é assembléia. Por isso, comportamentos de reunião e de assembléia devem ser “evitados”. 

O Curso de Formação é um espaço de reflexão, de debate, de construção de conhecimentos. Ninguém precisa ser o “certo” na discussão... Todos debatem, trocam idéias, experiências, divergem em muitos casos, mas no campo das idéias... 

O Curso de Formação, também não é instância deliberativa do sindicato, por isso é necessário fazer votação, nem fazer defesa de posições, nem “marcar” posições.

2.Planejamento da atividade: pensar o Percurso Formativo

•Data e local da atividade

•Horários das atividades

•Convidados para participar

•Conteúdos que serão trabalhados

•Objetivo das atividades

•Dinâmicas para iniciar as atividades e ou para introduzir conteúdos

•Organização do material didático

Percurso... não é programação... não é estático... Percurso é caminho... trajetória... caminhada...

•Data: pensar uma data que facilite uma maior participação.

•Local: ver um local que acomode bem as pessoas... ambiente próprio para estudo, que evite barulhos, pessoas transitando, interferências de fora.

•É importante, deve ser apresentado, mas não deve engessar, pode ser alterado coletivamente.

•É um roteiro a ser seguido, mas pode ser alterado.

•O percurso deve ter coerência.

•O percurso é organizativo.  

•Cuidado: alterar um roteiro exige diálogo e novo planejamento.

3.Chegou a hora de iniciar a Atividade

•Fazer a apresentação do Percurso Formativo e do material que vai ser usado

•Fazer a apresentação dos Participantes

•Formar as Comissões de Apoio

•Fazer os Combinados com o grupo

•Levantar as Expectativas

A abertura

•A abertura é uma formalidade. Mas muito importante, porque é momento que participam os dirigentes... falam... se envolvem... manifestam suas idéias e concepções. 

•A formação é orgânica ao processo político sindical. Por isso, é fundamental o envolvimento dos dirigentes.

Apresentação 

•Precisa de uma dinâmica, mesmo que todos já se conheçam...

•A apresentação tem a finalidade de integrar o grupo, criar laços afetivos, comungar conhecimentos, construir interação na diversidade, agrupar, descontrair, e outras finalidades que temos que levantar. 

•Exige reflexão sobre si mesmo.

•Crachás – importante, mas, cuidado para não ficar escravo do instrumento.

Comissões de Apoio

Interagem com o grupo e apóiam a equipe organizadora. Por outro lado, cria responsabilidades e divide a responsabilidade pela condução do processo. Algumas comissões importantes:

•Relatórios

•Místicas

•Horários

•Lazer e outras

Combinados

•Alguns combinados são necessários: horários, celulares, conversas, etc.

•O curso exige: Postura de estudo. Concentração. Reflexão. Diferente de reunião, assembléia, congressos, etc.

Expectativas

•Muito importante, desde que resgatadas no final. É bom ter dinâmica, para facilitar a expressão e evitar as falas prontas, tipo: crescer, conhecer, etc...

Horário: grande dilema, respeitar horários.

•Convencer: você cumpre e a responsabilidade com o processo, com os recursos gastos e com os trabalhadores estão na base.  

•Observar o fator tempo. È importante ser rigoroso no cumprimento dos horários... desde o início das atividades. Cumprir o horário para iniciar, mas também, para terminar. 

•Para cobrar o cumprimento do inicio, temos que, também, concluir no horário previsto. 

•Não permitir que a atividade vá se estendendo... estendendo... e o pessoal cansando e saindo da atividade. 

•Observar: horários para intervalos, refeições e término. É importante definirmos os horários porque as pessoas participantes da atividade, também, se organizam a partir dos horários e momentos previstos. 

Conteúdos e temas:

•Primeiro, é importante definir um eixo ou um tema para aquele curso ou evento. Porque, a partir do tema, vai-se definindo os conteúdos.

•Cada conteúdo do momento deve fazer parte de um todo... procurar trabalhar com conteúdos relacionados entre si, com o tema e com objetivo da atividade , trata-se de questão organizativa.

•Para cada conteúdo é bom definir um objetivo, se não corremos o risco de perder o foco.

Avaliação

•Importante fazer a avaliação da atividade, contemplando todos os aspectos, tais como: local, hospedagem, alimentação (infra-estrutura), conteúdos trabalhados, metodologia, educadores, coordenadores, etc. 

Dinâmicas

•As dinâmicas são muito importantes para iniciar as atividades, para apresentação das pessoas, para introduzir ou para discutir conteúdos.

•De acordo com o momento... com o conteúdo, pensar a dinâmica.

•Cuidado: escolher dinâmicas apropriadas para cada momento... não muito longas porque cansam e atrapalham o conteúdo.

Educador

•É este o nome? Facilitador? Formador?  O importante é que não é um professor que fala, expõe, ensina... Mas uma pessoa que não é dona da verdade, do conhecimento, do saber... é alguém que ensina e aprende.

4.Preparar o material que vai ser usado

•É fundamental conhecer o local onde vai acontecer a atividade (para não ter surpresas desagradáveis e não prejudicar a atividade).

•Confirmar os convidados que vão fazer palestras, falas, exposições ou outro trabalho na atividade.

•Preparar com antecedência todo o material e equipamento que vai ser usado.

•Kit de material didático: pastas, canetas, papel para anotações, apostilas com o conteúdo e o que mais houver.

•Kit de equipamentos: note book e data show (se for ser usado), vídeos, filmes, aparelhos de som (se for ter músicas), etc. 

•Todo o equipamento de informática, vídeos, filmes, etc, devem ser testado antes...

•Lista de presença oficial (com logomarcas, timbrado, data, local, etc)

•Cadastro dos participantes.

5.O pós-atividade (Relatório e Prestação de Contas)

Relatório descritivo das atividades.

a.Constar uma capa padrão com nome da atividade, data e local;

b.Constar as Logomarcas necessárias;

c.Constar o percurso formativo da atividade desenvolvida;

d.Anexar à lista de presença dos participantes;

e.A avaliação final das atividades feita pelos participantes;

f.Cópias de fotografias da atividade desenvolvida;

Registro fotográfico e de vídeo das atividades.

a.Documentar com fotos cada atividade desenvolvida.

b.Gravar em um CD e identificar.

Prestação de contas financeira

a.Fazer o Relatório Financeiro.

Esperamos que estas dicas ajudem cada dirigente/formador (a) a realizar as suas atividades de formação sindical e estamos abertos as contribuições para aprimorarmos estas nossas sugestões.

 

Equipe ECO/CUT

Abril/2010