Apolônio de Carvalho - 100 Anos

Datashow de Imagens

  • ECOCUT elege nova Direcao

    ECOCUT elege nova Direcao

  • Formacao ECOCUT

    Formacao ECOCUT

  • 11 CONCUT - Sao Paulo

    11 CONCUT - Sao Paulo

  • ECOCUT participa de oficina sobre os territorios

    ECOCUT participa de oficina sobre os territorios

  • Curso de Negociacao Coletiva - MII

    Curso de Negociacao Coletiva - MII

  • Curso de ORSB da CUT/GO

    Curso de ORSB da CUT/GO

  • 11 CONCUT - Sao Paulo

    11 CONCUT - Sao Paulo

Dados socioeconômicos e trabalhistas debatidos em Campo Grande

O documento Mercado de Trabalho e Dinâmica das Negociações Coletivas – Principais Características da Região Centro-Oeste e Tocantins, elaborado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e Instituto Observatório Social (IOS), com o apoio da Central Única dos Trabalhadores (CUT), deu o tom do debate na manhã do primeiro dia do Seminário de Desenvolvimento Regional da CUT no Centro-Oeste, que começou na terça-feira (19) em Campo Grande (MS) e se encerrou no dia 20.

O estudo apresenta informações socioeconômicas e trabalhistas divididas em cinco partes: mercado de trabalho, com indicadores sobre emprego, desemprego e remuneração; dinâmica das negociações coletivas; sindicalização e situação da CUT na representação dos trabalhadores da região; mapa das empresas que atuam no Centro-Oeste e Tocantins; e, por fim, trabalho decente.

Com a presença do secretário geral da CUT Nacional, Sérgio Nobre, da coordenadora geral da Escola Centro-Oeste de Formação Sindical da CUT Apolônio de Carvalho (ECO/CUT), Sueli Veiga Melo, e representantes das CUTs Estaduais da Região Centro-Oeste e Tocantins, os indicadores da região foram dissecados por Andreia Ferreira (Dieese-MS); Juliana Sousa (IOS) e Leandro Horie (Dieese e CUT Nacional).

Mercado de trabalho

A região apresenta um mercado de trabalho bastante heterogênio, concentrando tanto trabalhadores de salários consideravelmente altos para a média nacional, como é o caso de Brasília (DF), como aqueles que recebem muito abaixo dessa mesma média (Tocantins). Há também uma forte concentração do mercado de trabalho formal em apenas dez municípios, que retém 65% dos trabalhadores, e apesar do crescimento observado na última década, esse quadro pouco se alterou.

Eleições

Como não poderia deixar de ser, uma vez que a campanha eleitoral está no auge, a política pautou boa parte do debate. Inclusive o candidato do PT ao governo de Mato Grosso do Sul, Delcídio Amaral, esteve na abertura do seminário e falou dos desafios que enfrentará, uma vez eleito. “Os assentamentos da reforma agrária, por exemplo, precisam de um acompanhamento mais efetivo por parte do governo. Falta tudo. Até água”, disse.

Sérgio Nobre aproveitou a presença de Delcídio e outros candidatos a cargos eletivos no seminário para entregar-lhe a Plataforma da Classe Trabalhadora para as Eleições de 2014, onde estão elencadas as principais reivindicações dos trabalhadores e trabalhadoras brasileiros para os futuros governantes.